10 Mitos sobre rotinas de bebês

1. É preciso impor uma rotina ao bebê desde que ele chega em casa

Mito. Bebês têm suas necessidades autorreguladas. Eles sabem quando devem mamar, dormir e ficar no colinho. A tentativa de um controle absoluto dos horários do bebê fazem com que os pais acabem não observando as necessidades e desconheçam o próprio bebê.

2. Não deixar o bebê dormir de dia faz com que durma melhor à noite

Mito! O bebê que não dorme o quanto precisa de dia, frequentemente chega ao final da tarde superestimulado e costuma ter o sono muito agitado com diversos despertares.

3. O bebê deve mamar de 3 em 3 horas

Mito. Não se pode  precisar de quantas em quantas horas todos os bebês devem mamar. Há bebês que mamam a cada 2 horas, 3 ou até 4 horas. O melhor caminho é respeitar esse intervalo.

4. É preciso acordar o bebê à noite para mamar

Mito. Se o bebê nasceu a termo e estão dentro do peso normal, não há a menor necessidade de acordá-lo de madrugada para mamar. Eles vão acordar pedindo para mamar de acordo com a sua necessidade.

5. É preciso ensinar a diferença entre o dia e a noite ao bebê.

Bebês naturalmente dormem mais de dia que à noite ao nascer. Isso porque dentro do útero, é escuro e barulhento, ou seja, a claridade os incomoda e os faz fechar os olhinhos, e o barulho do dia os ajuda a adormecer.  Com o passar dos dias eles regulam o ciclo circadiano e se acostumam com o ambiente fora da barriga, passando a dormir mais à noite. Além disso, quando o bebê é amamentado, o leite materno ajuda nessa regulação já que possui os hormônios responsáveis pelo sono da mãe à noite.

6. Dar mamadeira faz o bebê dormir melhor

Não há evidência de que oferecer uma mamadeira à noite para a criança fará com que ela durma melhor. Normalmente, mesmo bebês pequenos não acordam mais do que 3 vezes por noite para mamar. Além disso, o leite da mãe ajuda a regular o sono da criança pois tem composição diferente de da e à noite.

7. Não pode tirar o bebê da rotina nunca!

O bebê pode e deve acompanhar a família. Se suas necessidades forem atendidas diariamente, uma eventual saída da rotina pode ser boa e ensinar tanto aos pais quanto ao bebê uma certa flexibilidade. O uso de slings é ótimo para essas situações. Se o bebê começar a ficar estimulado demais, basta carregá-lo e ele se acalmará.

8. É preciso seguir uma ordem específica de acontecimentos em todos os intervalos do dia.

Muitas rotinas são baseadas em uma sequência específica de acontecimentos entre uma soneca e outra do bebê. Essas sequências funcionam bem mas não precisam ser seguidas rigorosamente. Uma liberdade maior vai garantir à mãe mais tranquilidade, principalmente se ela já tiver mais filhos a quem tem que atender.

9. É importante controlar o tempo de mamada do bebê

O bebê vai levar o tempo que precisar para mamar. Tentar controlar esse tempo pode fazer com que o bebê não ganhe peso suficiente. Nos primeiros meses, eles costumam demorar bastante para mamar. A partir do 3º mês as coisas ficam mais eficientes e eles mamam muito mais rapidamente. O ideal é permitir que o bebê mame o quanto quiser sem ficar olhando o relógio.

10. Devem ser realizadas atividades para estimular/cansar o bebê

Muitos pais perguntam o que devem fazer para estimular os bebês. Na verdade, estar acordados já é atividade suficiente para eles. Ficam observando as pessoas, o ambiente, absorvendo tudo. Tentar estimular demais ou manter a criança acordada pode causar uma grande irritação.