5 dicas para lidar com o medo do escuro na hora de dormir

A partir dos 4 anos de idade algumas crianças passam a manifestar medo do escuro ou de ficar sozinhos na hora de dormir. Elas passam a pedir que os pais fiquem no quarto com eles até que durmam e/ou chamar os pais de volta ao longo da madrugada. Geralmente essa manifestação vem junto com as perguntas sobre a morte e é um momento importante para ajudarmos os filhos a criarem a confiança de que podem enfrentar seus medos, sempre com o apoio dos pais. Essas três dicas vão te ajudar a lidar com essa dificuldade.

1. Nem tudo é medo!

Seu filho pode estar tendo esses comportamentos e não estar tendo medo. Então, ao invés de perguntar se seu filho está com medo, pergunte o motivo dele estar chamando de volta. Caso a resposta seja “medo”, pergunte do que ele tem medo. Isso vai ajudar a lidar com a situação sem sugerir medos que a criança não tem.

2. Não menospreze o medo.

Dizer ao seu filho que o medo é besteira ou que não há motivo para medo vai ter muito pouco efeito. O melhor é ajudá-lo a criar confiança para enfrentar esse medo e isso é mais fácil se ele souber que seus pais estão ao seu lado. Então, toda vez que a criança chamar, vista-se de paciência e vá até ela.

3. Forneça uma ferramenta.

Com  meus clientinhos de consultoria eu uso um “espanta-monstros”. A ideia é uma essência calmante que deixe um cheirinho no ar. Diz-se à criança que esse é um cheiro que os monstros, bruxas, lobos (dependendo de qual é o medo do seu filho) não gostam e que, portanto eles não entram  no quarto. Antes de dormir, permita que a criança passe onde ela quiser.

4. Dê um estímulo para enfrentar as dificuldades.

Você pode fazer um quadrinho de incentivo no qual, cada vez que a criança conseguir ficar no quarto sem chamar, ganha uma estrelinha ou adesivo para colar no quadrinho. Ao completar o quadrinho, ele ganha um passeio especial com a família.

5. Não recrimine!

Esse reforço é um estímulo, não uma obrigação! Caso a criança não consiga passar a noite toda sozinho, é preciso ir com carinho e tranquilidade. Nos primeiros dias ela deve chamar com maior frequência até para testar se realmente será atendida. Uma vez que confie que será atendida sempre, passa a sentir-se confiante para enfrentar as noites por conta própria. Sempre que seu filho conseguir, parabenize, marque no quadrinho e faça uma festa para comemorar esse grande passo!