Desmame noturno: entenda como e quando fazer!

O desmame noturno é uma prática muito difundida e que consiste em cortar gradualmente as mamadas da noite. Algumas pessoas recomendam oferecer cada vez menos leite ou menos tempo de seio nas mamadas  ou reduzir gradualmente o número de mamadas da madrugada Dessa forma bebê acostumaria a ingerir menos alimento ao longo dos dias e, teoricamente, deixaria de precisar se alimentar durante a noite.

Essa prática, no entanto, tem duas questões importantes a serem ponderadas:

  1. A literatura demonstra que um bebê com mais de 5 quilos, dificilmente precisa mamar mais do que 3 vezes por noite. Entretanto, se supomos que seu bebê realmente tenha fome, e a fome é manifestação do organismo de que precisamos de alimentos, é fácil deduzir que seria perigoso impedir o bebê de mamar o quanto ele precisa.

  2. “Ensinar” qualquer coisa de madrugada a um bebê é um desafio imenso não apenas para os pais mas para a criança que está exausta  tentando desesperadamente dormir. Há muito mais choro e irritação nesse horário.

  3. Quando o bebê mama demais durante a madrugada é porque criou a necessidade de sugar para adormecer e chegar aos estados mais profundos do sono e toda vez que o sono superficializa durante a madrugada, a criança tem dificuldade de voltar a aprofundá-lo, acorda e chora pedindo para sugar, ou seja, mamar. Ou seja, as mamadas noturnas muito frequentes não têm como causa a fome e reduzir a quantidade de alimentos durante a noite não produzirá o efeito de melhorar o sono da criança.

Para solucionar esses problemas, o melhor caminho é retirar os artifícios de indução do sono (seio, chupeta, balanço, passeio, etc.) aproveitando os cochilos do dia para ajudar seu filho a dormir sem sugar, consolando-o no colo durante esse processo e depois, gradualmente colocando-o para dormir no próprio berço ou cama. Dessa forma, ao saber aprofundar o sono sem ajudas externas, as mamadas noturnas reduzem naturalmente, restando apenas aquelas que são realmente necessárias.