O que ninguém fala sobre a criação com apego // Livre demanda

Diariamente, mães me enviam e-mail me perguntando se estão fazendo isso ou aquilo de forma correta, de acordo com a criação com apego. Outras, chegam já dizendo que estão fazendo tudo errado, visivelmente desacreditadas de sua capacidade como mães. São culpas carregadas por anos, baseadas em algo que ouviram falar por aí e que só retrata parcialmente o que a teoria fala, transformando as mães em mártires.

Amamentação em Livre Demanda, Cama Compartilhada, Ansiedade de Separação tornam-se escravidões para a mãe quando as coisas não são interpretadas corretamente. Então, vamos conversar sobre cada um desses pontos e colocar de lado o que está te impedindo de ser uma mãe mais tranquila e presente para seus filhos.

Nesse primeiro post, vamos conversar sobre a Livre demanda.

Livre Demanda

Amamentar em livre demanda significa amamentar o seu filho sempre que ele tem fome. Não é nada do outro mundo. Você se imagina dizendo a uma criança faminta de 5 anos que ela não pode comer? Não! Então por que achamos que devemos fazer isso com os bebês? Agora, amamentar sempre que seu filho tem fome não significa ficar 3 anos com o seio à disposição a qualquer hora do dia ou da noite.

Nos primeiros meses o bebê chora e pede para mamar com uma frequência maior e deve ser atendido. Eles também dormem mamando e não é preciso que você faça nada sobre isso.  Normalmente o que gera problemas de sono é você colocar o bebê para mamar para que ele durma e não quando ele dorme porque cansou de mamar.

Entretanto, depois dos 6 meses o bebê começa a comer e, quando estiver comendo bem (o que varia de bebê para bebê), você pode ir substituindo as mamadas por refeições aos poucos. Reparem que aí, essa livre demanda de seio sempre que o bebê tem fome vai, aos poucos, deixando de fazer sentido porque, quando a criança demandar alimentação, você pode dar outros alimentos. Então, livre demanda não é nenhuma escravidão. Pelo contrário! É bem mais fácil do que viver agarrada a um relógio. Ela também não vai te prender para sempre. A recomendação para crianças com a introdução alimentar completada é de 3 mamadas ao dia. No resto do tempo, se seu filho precisa de carinho, ofereça colinho, beijinhos, contato físico e muito amor. Não precisa ser sempre mamá.

Outro pânico com relação à livre demanda é o sono da madrugada. A maioria dos bebês com mais de 3 meses não vai acordar por fome mais do que umas 3 vezes de madrugada depois que os pais vão dormir. A conta é simples: se os adultos dormem cerca de 8 horas por noite, isso daria um intervalo de 2:30 entre mamadas, o que quase qualquer recém-nascido suporta naturalmente. Se seu filho acorda mais do que isso, provavelmente acorda por problemas de sono (Leia aqui) que podem causar despertares de hora em hora.